Skip to content
Tecnologia no setor de educação: Quais os impactos?

Como a tecnologia impacta o setor de educação

A utilização da tecnologia no setor de educação já é algo palpável, fazendo com que os profissionais da área de ensino tenham que se manter atualizados. 

Essa palpabilidade se dá pelo fato de ser impossível ignorar a forma como o setor é impactado. Seja por conta das digitalizações ou por causa do comportamento e expectativa de pais e estudantes em relação ao sistema, a mudança é mandatória.

Para que essa tecnologia chegue de forma positiva, é preciso empregar esse recurso de forma efetiva. Podemos dizer que o propósito principal da tecnologia no setor de educação é dinamizar a apresentação das informações e melhorar o acesso a mesma. 

 

Tecnologia e o setor de educação

O uso das ferramentas tecnológicas sempre foram vistas como grandes aliadas do aprendizado. Vemos isso desde o surgimento dos projetores, copiadoras, e outros.

Mas, com a popularização dos computadores, essa tecnologia passou a impactar mais o setor de educação, tornando-se essenciais. 

As Tecnologias de Informação e Comunicação, chamadas de TICs, são tecnologias que permitem a criação, captura, armazenamento, recebimento e transmissão de informações.

No contexto educacional, as TICs são ótimas para otimizar técnicas e gerar resultados positivos. 

 

Tecnologia impacta o setor

As crianças já são capazes de manusear tablets e smartphones, o contato com a tecnologia está surgindo cada vez mais cedo, fazendo com que esses eletrônicos façam parte da vida e do dia a dia do ser humano.

Sendo assim,  o setor de educação precisa se reinventar para atender a demanda desse novo público, muito mais crítico, dinâmico e conectado.

Esse processo, porém, não é simples para as instituições, já que precisa ser bem planejado, com o foco na formação integral do aluno. 

Pesquisa realizada pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais diz que mais de 70% dos jovens brasileiros utilizam a internet como auxiliar nos estudos, reforçando a necessidade de aluno, professor e tecnologia andarem de mãos dadas.

 

Vantagens em utilizar a tecnologia

Em geral, as vantagens que a tecnologia traz para outros setores, também se aplicam quando falamos de educação.

Quando bem aplicados, os recursos tecnológicos são facilitadores do acompanhamento individual de cada aluno, permitindo que o processo de ensino seja muito mais personalizado e de acordo com as facilidades e dificuldades de cada um.

Outro quesito é que a tecnologia estimula a autonomia dos estudantes, atuando como um agente ativo na construção do conhecimento. A conectividade, por sua vez, incentiva o trabalho em equipe, por meio de atividades colaborativas e interativas. 

 

Mas é claro que os benefícios não se limitam aos estudantes.

 

Os profissionais também são extremamente beneficiados, já que com a tecnologia, os educadores podem gerenciar tarefas burocráticas de forma simplificada para tornar os trabalhos que costumam ser demorados e complexos bem mais práticos. 

 

Quando olhamos para as instituições, investir em tecnologia é uma vantagem competitiva, já que ao contar com as TICs a instituição irá melhorar os processos internos e se manter em destaque no mercado.

Além disso, os melhores profissionais do mercado procuram empresas e instituições que possuem uma melhor infraestrutura, sendo assim, empresas que investem em TICs acabam atraindo melhores profissionais e mais estudantes.

Outro ponto importante e vantajoso é a mobilidade das TICs, permitindo que o aprendizado aconteça de forma contextual, já que a instrução pode ocorrer em qualquer lugar e a qualquer momento, bastando uma conexão.

Como vimos, a tecnologia impacta o setor de educação, e pode contribuir para o acesso universal a mesma, reduzindo a desigualdade e promovendo uma maior equidade.

 

Desafios que o setor enfrenta com a tecnologia

Como falamos anteriormente, quando aplicada da forma correta, a tecnologia pode ser uma grande aliada no setor de educação. Porém, caso o inverso aconteça, e a aplicação seja feita de forma errada, pode-se intensificar o já grande distanciamento entre a rede pública e privada.

Nenhuma tecnologia poderá substituir os professores, sendo assim, é importante que os mesmos sejam capacitados para conseguir utilizar e conduzir os recursos e ferramentas disponíveis com a implantação tecnológica nas escolas e faculdades. 

 

É imprescindível que o setor invista na formação continuada de seus educadores, para que eles estejam prontos para desenvolver práticas que tornem as aulas mais dinâmicas e mais próximas da realidade dos alunos.

A A.R.Phoenix é uma solution provider de TI e podemos te ajudar a se desenvolver. Com nosso Outsourcing, seus especialistas  podem  se  desenvolver cada vez mais. Fale com nosso time e tire suas dúvidas.

Continue sua leitura!

Por que implementar um software de gestão de projetos na empresa?

Por que implementar um software de gestão de projetos na empresa?

A gestão de projetos envolve uma série de atividades complexas que demandam atenção e coordenação na busca da eficiência e organização. No contexto corporativo, a utilização de um software de…
Projetos blindados: Gerenciamento de riscos em projetos

Projetos blindados: Gerenciamento de riscos em projetos

O gerenciamento de riscos deve ser uma prática contínua para assegurar o sucesso de qualquer projeto. Ele é a sua armadura protetora contra imprevistos. Envolve a identificação, análise e mitigação…
8 estratégias eficazes para a Gestão de Projetos

8 estratégias eficazes para a Gestão de Projetos

O gerenciamento de projetos é uma disciplina complexa que vai além da compreensão de definições, reconhecer benefícios  e desafios. Para alcançar o sucesso, é fundamental implementar estratégias eficazes que guiem…

Planejamento

O planejamento do sprint é um evento no scrum que inicia o sprint.

O objetivo desse planejamento é definir o que pode ser entregue no sprint e como esse trabalho vai ser alcançado.

O planejamento do sprint é feito em colaboração com toda a equipe Scrum.

Desenvolvimento

Desenvolvemos seu projeto em seu ambiente ou em nossas instalações, com profissionais sob sua gestão, sob a nossa, ou compartilhada, com o uso do Outsourcing.

Todo o acompanhamento ocorre a partir de metodologias, frameworks e ferramentas de gestão participativa no desenvolvimento da solução.

A partir deste processo, temos a versão Beta para testes.

Nesta etapa, realizamos a documentação das soluções, inclusive as já existentes.

As entregas são sempre acompanhadas de descritivos funcionais e técnicos, possibilitando a compreensão da solução e sua divulgação.

Homologação

Nossos analistas de qualidade agregam valor final à sua solução, garantindo a superação do resultado esperado.

Produzimos roteiros e evidências de testes que auxiliam no processo de validação do cliente.

É na etapa da homologação, que ocorre a comprovação, pelo cliente e demais partes interessadas, de que o produto resultante do projeto de software atende aos critérios exigidos.

Revisão

Nessa etapa lidaremos com a Sprint Review.

Ou seja, validaremos as entregas da equipe e verificaremos se os critérios estabelecidos no planejamento foram executados.

É o momento de coletar os feedbacks do que a equipe construiu.

Em outras palavras, essa etapa pode ser entendida como uma conversa entre a equipe e as partes interessadas sobre como melhorar o produto.

No fim de cada Sprint, o time se reúne para falar sobre o processo.

Retrospectiva

A etapa de retrospectiva é como um ritual de avaliação do Sprint que acabou de se encerrar.

Nessa reunião, o Time Scrum considera o que foi bom e o que deve ser melhorado, traçando planos de ações em busca da melhoria contínua do processo.