Skip to content
Soluções digitais de excelência

Entenda o que é desenvolvimento com low-code e quais suas vantagens

O desenvolvimento Low-Code tem chamado bastante atenção da área de TI por ter um grande potencial de ajuda para que os técnicos consigam acelerar os processos de desenvolvimento.

Essa aceleração se dá pelo fato de que com o low-code não é necessário escrever todo o código de um projeto manualmente. Ele ajuda a amenizar problemas comuns no setor de TI, como atrasos na entrega de produtos, dificuldade para contratar desenvolvedores qualificados em meio a uma escassez no mercado, dentre outros. 

Apesar de não ser algo novo, o Low-Code tomou mais proporção no mercado por conta da crescente demanda por automações, e o uso cada vez maior do cloud computing.

 

O que é Low Code?

O Low-Code é uma técnica que permite o desenvolvimento de softwares e aplicativos muito mais rápido, com um baixo processo de codificação manual. As soluções Low-Code entregam blocos de construção que o usuário de TI reúne em fluxos de trabalhos automatizados. 

A função desses ‘blocos de construção’ é abstrair o código por trás de ações e comandos, tornando possível para o desenvolvedor montar fluxos de trabalho e aplicativos de negócios sem a necessidade de trabalhar de forma manual. Ou seja, é como um puzzle: as peças já existem, prontas para serem encaixadas e entregar um resultado final esperado.

Podemos dizer então, que utilizar o modelo Low-Code poupa tempo e custos da equipe de desenvolvimento.

 

Desenvolvimento Low Code vs Desenvolvimento Tradicional

O desenvolvimento tradicional é realizado por meio de uma equipe de desenvolvedores e programadores que irão reunir requisitos específicos e, a partir daí, desenvolver um plano e trabalhar em cima de um código personalizado para um sistema, com a intenção de atender às necessidades do cliente. 

Esse tipo de desenvolvimento é bastante eficiente, porém costuma ser mais complexo e caro. Além disso, existem muito mais chances de atraso no projeto por conta de fatores, como erros de codificação de software, estimativa de tempo imprecisa, novos desafios encontrados na etapa de testes, atrasos de infraestrutura, dentre outros. 

A forma tradicional de desenvolvimento de softwares ainda requer um ciclo de manutenção para manter o software atualizado e seguro. 

 

Por sua vez, às plataformas de desenvolvimento low-code ajudam a acelerar o prazo de entrega, permitindo que os desenvolvedores criem aplicativos de forma rápida e eficaz. 

Com ele, os profissionais de TI não gastam tempo e esforço codificando manualmente um aplicativo, tendo às mãos, modelos pré-existentes de elementos, formulários e objetos que foram pré-construídos para que cheguem em um resultado preciso, ágil e menos complexo. 

 

Tendência para o futuro que você pode contar desde agora

Diversas pesquisas do Gartner indicam que as ferramentas Low-Code irão democratizar o processo de desenvolvimento de softwares e de automação de fluxo de trabalho.

 

Essas pesquisas ainda apontam que:

“Como líder de engenharia de software que busca avaliar e selecionar uma tecnologia de desenvolvimento de aplicativo de baixo código, você deve: identificar as tecnologias específicas de Low Code que oferecem suporte às suas necessidades de produtividade e tempo de colocação no mercado, analisando os requisitos específicos de aplicação, automação, integração e fluxo de trabalho”.

 

“Em 2025, os gastos com tecnologias de desenvolvimento de baixo código devem crescer para quase US $30 bilhões, com taxa composta de crescimento anual (CAGR) de 20,9% de 2020 a 2025”.

 

Outra questão que faz com que o Low-Code vire uma tendência em breve, é que os principais fornecedores de software como serviço (SaaS) já oferecem recursos que aceitam essa tecnologia. 

 

3 principais vantagens do Low Code para o departamento de TI

Maior agilidade de negócios

O Low-Code fornece integrações diretas com os principais fornecedores, permitindo que o desenvolvedor de TI transforme APIs, serviços da Web e linhas de comando em blocos de construção reutilizáveis, acelerando o tempo necessário para integrar e implantar novas ferramentas e tecnologias.

 

Maior produtividade

Com um processo de desenvolvimento mais simples e automatizado, o projeto é entregue em um tempo muito menor. Além de que o Low-Code inclui ferramentas que simplificam o ciclo de vida dos processos, por meio de recursos de monitoramento e alerta que notificam a equipe quando um processo está sob risco de falha, por exemplo. 

 

Automatizar mais processos em menos tempo com Low-code

É possível, com as plataformas de Low-Code e as ferramentas certas de devops, acelerar o desenvolvimento para automação de tarefas e processos de ponta a ponta. Os modelos podem, por exemplo, ser utilizados para montar novos processos de forma mais rápida contando com variáveis e controle de fluxo que facilitam o gerenciamento de dados entre plataformas. 

 

O Low-Code, como vimos, é uma grande tendência do mercado de TI e estará, cada vez mais, presente no desenvolvimento de softwares personalizados ou não.

Na A.R.Phoenix você conta com uma equipe de TI altamente atualizada e qualificada que irá entregar seu projeto de forma rápida e eficiente. Fale com nosso time de especialistas e tire suas dúvidas!

Continue sua leitura!

Além do hype: Explorando o impacto real da IA

Além do hype: Explorando o impacto real da IA

A inteligência artificial (IA) se tornou um termo presente desde artigos científicos até conversas casuais. Mas o deslumbramento em torno desse assunto encobre a realidade prática da tecnologia e os…
Descubra o framework ideal para o seu projeto

Descubra o framework ideal para o seu projeto

Construir um projeto pode ser comparado à construção de uma casa. Assim como um bom pedreiro precisa de ferramentas adequadas para erguer uma estrutura sólida e segura, o sucesso do…
Otimização de Banco de Dados

Otimização de Banco de Dados

Bancos de dados são essenciais para o funcionamento de qualquer sistema ou aplicação que armazene e manipule dados. No entanto, mesmo os bancos de dados mais bem projetados podem apresentar…

Planejamento

O planejamento do sprint é um evento no scrum que inicia o sprint.

O objetivo desse planejamento é definir o que pode ser entregue no sprint e como esse trabalho vai ser alcançado.

O planejamento do sprint é feito em colaboração com toda a equipe Scrum.

Desenvolvimento

Desenvolvemos seu projeto em seu ambiente ou em nossas instalações, com profissionais sob sua gestão, sob a nossa, ou compartilhada, com o uso do Outsourcing.

Todo o acompanhamento ocorre a partir de metodologias, frameworks e ferramentas de gestão participativa no desenvolvimento da solução.

A partir deste processo, temos a versão Beta para testes.

Nesta etapa, realizamos a documentação das soluções, inclusive as já existentes.

As entregas são sempre acompanhadas de descritivos funcionais e técnicos, possibilitando a compreensão da solução e sua divulgação.

Homologação

Nossos analistas de qualidade agregam valor final à sua solução, garantindo a superação do resultado esperado.

Produzimos roteiros e evidências de testes que auxiliam no processo de validação do cliente.

É na etapa da homologação, que ocorre a comprovação, pelo cliente e demais partes interessadas, de que o produto resultante do projeto de software atende aos critérios exigidos.

Revisão

Nessa etapa lidaremos com a Sprint Review.

Ou seja, validaremos as entregas da equipe e verificaremos se os critérios estabelecidos no planejamento foram executados.

É o momento de coletar os feedbacks do que a equipe construiu.

Em outras palavras, essa etapa pode ser entendida como uma conversa entre a equipe e as partes interessadas sobre como melhorar o produto.

No fim de cada Sprint, o time se reúne para falar sobre o processo.

Retrospectiva

A etapa de retrospectiva é como um ritual de avaliação do Sprint que acabou de se encerrar.

Nessa reunião, o Time Scrum considera o que foi bom e o que deve ser melhorado, traçando planos de ações em busca da melhoria contínua do processo.